outubro 13, 2012

Jardim De Rosas, Faça Um!

Olá gente.
Bom dia!
Como foram de feriado, tudo bem? Aqui estava frio e chuvoso, mas deu para descansar, ver uns filmes e relaxar um pouquinho.
De vez em quando é bom ficar sem fazer nada não é mesmo?
E hoje, no dia das nossas histórias, vamos falar um pouquinho dessa flor que é linda demais, é símbolo do amor maior, e cantada em verso e prosa pelos apaixonados.
As rosas dão charme a qualquer jardim, vão deixa-lo com um toque de romantismo exalando a fragrância da rainha das flores!
Seguem abaixo umas dicas para plantio e cultivo.
A roseira é uma flor comum de certa forma, e é muito antiga.
Vocês vão ver nós falarmos muito dela aqui no nosso blog, porque realmente amamos.
Algumas coisas que nunca vão faltar aqui no blog são: Beleza, Flores, Música e muito Amor.
Esperamos que todos tenham um ótimo final de semana, curtindo a beleza das rosas nessas imagens e a maravilhosa música Nocturne, de Secret Garden.
Beijos...








As flores, particularmente, ao longo dos séculos foram sofrendo modificações através de cruzamentos para que adquirissem suas características mais conhecidas: muitas pétalas, forte aroma e cores das mais variadas.
As rosas são plantas fáceis de cultivar, e embelezam qualquer jardim com suas cores e aromas.

































Onde plantar rosas no jardim?

♥ Ao longo de uma cerca
♥ Na frente da casa
♥ Em vasos
♥ Em arcos que acompanham as trilhas no jardim com as rosas trepadeiras
♥ Em um lugar privado para relaxar
♥ Em pergolados
♥ Em portões
♥ Em vasos junto a uma porta
♥ Em vasos, subindo numa treliça na parede de uma varanda.











Como regar:

Logo após o plantio das mudas, regue com moderação, mas diariamente.
No inverno, regar uma vez por semana e no verão duas vezes. A terra deve permanecer ligeiramente seca entre uma rega e outra.
Evite o encharcamento e molhar as folhas e flores. Regar sempre pela manhã ou ao entardecer.





Quando podar:

A primeira poda deve ser feita cerca de um ano após o plantio e repetida todos os anos, entre os meses de julho e agosto.
Os dias frios do inverno são ideais para se fazer a poda das roseiras, tão importantes para incentivar o surgimento de novos brotos e aumentar a floração.
Lembrar sempre que as demais podas devem ser feitas entre os meses de julho e agosto.




































Algumas regras são comuns a todos os tipos:
♥ Elas gostam de sol.
♥ Não gostam de vento, mas gostam de ventilação. (isso evita os fungos)
♥ Suportam quase todos os tipos de solo, desde que tenham uma boa drenagem e que sejam ricos em matérias orgânicas, como esterco, húmus, etc.

Para plantar faça uma cova com cerca de 40 X 40 x 40 cm e misture esterco curtido. Deixe bem fofinha a terra e coloque a muda afofando bem e deixando-a bem posicionada no centro da cova.





























Existem vários tipos de roseiras e uma poda especial para cada tipo:

Poda Baixa: É uma poda mais drástica, ideal para rosas-rasteiras, híbridas-de-chá , sempre-floridas, miniaturas e biscuit. Comece fazendo uma limpeza, cortando todos os galhos secos, velhos, fracos e mal formados. Corte todas as ramas a uma altura de 20 a 25 cm, tendo como base o ponto de enxerto. Para favorecer a brotação, faça o corte em diagonal, sempre 1 cm acima da gema mais próxima.

Poda Alta: Recomendada para cercas-vivas e roseiras arbustivas. Primeiro faça uma limpeza de todos os ramos velhos, fracos e mal-formados. Depois, tomando como base o ponto de enxerto, faça a poda na altura de 80 cm a 1 metro.

Poda Parcial: Indicada para roseiras silvestres e trepadeiras, que produzem hastes longas, com 3 a 4 metros de comprimento. Durante o primeiro ano de crescimento, estas hastes não florescem, sendo o período ideal para educar seu crescimento. Comece fazendo a limpeza das hastes secas, velhas e fracas. Depois, deve-se podar as outras hastes, na medida de 1/3 de seu comprimento total.

Quando vamos plantar em um jardim, o certo é planeja-lo visualizando o tamanho adulto das plantas, por isso a preocupação com o espaçamento, se as plantas são de sol ou sombra, se são de porte pequeno, médio ou grande, porque tudo vai influenciar e modificar quando as plantas estiverem adultas.
O mesmo acontece para as rosas, antes de plantar temos que saber o tamanho que elas vão ficar adultas e como compôr de maneira bonita, harmônica e delicada. As rosas tem que se encaixar no estilo da paisagem.

























Como adubar:

A adubação deve ser feita de 2 a 3 vezes ao ano, de preferência orgânica, colocando –esterco animal, composto orgânico, farinha de ossos e torta de mamona, espalhada em volta da planta.












Existem vários tipos ou variedades de roseiras:


Silvestres, híbridas-de-chá, sempre-floridas, miniaturas, rasteiras, arbustivas, trepadeiras e cercas-vivas.
O espaçamento vai depender da variedade a ser plantada.

♥ Arbustivas: 1 metro entre as mudas
♥ Trepadeiras: de 1 a 2 metros entre as mudas
♥ Cercas-vivas: 50 a 80 cm entre as mudas
♥ Híbridas-de-chá e sempre-floridas: 50 cm entre as mudas
♥ Miniaturas: 20 a 30 cm entre as mudas
♥ Rasteiras: 30 cm entre as mudas

Para mudas em vasos, o plantio pode ser feito em qualquer época do ano e para a propagação por estaquia o período apropriado é o inverno.












































































Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho, 
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

(Machado de Assis)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...